Autismo x rojões e fogos…

sensorial

A algum tempo compartilhei essa postagem no antigo blog da pagina sobre  fogos de artifícios e rojões que causam grande sofrimento para alguns autistas e familiares. E por isso hoje compartilho novamente. com sugestões que podem minimizar um pouco todo esse problema.

Transtorno de Processamento Sensorial. 

Muitas crianças com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo) têm dificuldade em regular a informação sensorial que lhes bombardeia diariamente. Elas podem ser excessivamente sensíveis ou sub-sensível a sons e podem ter dificuldade em interpretar informações sensoriais que seu cérebro recebe. Isso deixa muitos pais perdidos sobre o que fazer a respeito para ajudar seu filho a viver em um mundo barulhento, sem ansiedade e medo. Cada ser humano processa informações sensoriais de forma diferente – dessa forma não somos todos iguais. Mas quando a sensibilidade ao ruído torna-se um obstáculo ao funcionamento diário típico de uma pessoa, o desenvolvimento, a vida social e comportamento, ele é conhecido e chamado de  Transtorno de Processamento Sensorial. Muitas crianças com autismo têm ‘ouvidos’ supersensíveis a ruídos e experiência de reações intensificadas a pressões súbitas, estalos ou estouros, especialmente fogos de artifício.

Com esse Período de festividades de Junho à Julho, você e seu filho precisam estar preparados para a possibilidade de vários ruídos repentinos e extremamente altos provocando um colapso. Como a criança poder: se esconder, se encolher ou se dissolver em modo de desligamento ou com Colapsos devido aos sons de ruídos altos… Você tem o poder de controlar o seu ambiente. Saber das possíveis dificuldades do seu filho poderá fazer você tomar a decisão de não participar de comemorações, evitar tais locais públicos…

Porém infelizmente, nem sempre é possível controlar a forma como os seus vizinhos podem decidir comemorar tais datas, Ainda mais no Brasil, que não há proibição dos fogos nem fiscalização e aplicação devida a Lei Ambiental Nº 9.605/98 (Poluição Sonora).  Realidade é que soltar fogos de artifício é uma prática perigosa, primitiva, mas legal sob o ponto de vista jurídico não existe autoridade alguma que se manifeste ou que tome alguma atitude sobre o assunto. Isso causa dificuldades e Transtornos mesmo quando optamos ficar em casa para protege-los…

Dicas e Sugestões

Sabemos que nem sempre é possível prever tudo em nosso ambiente, mas aqui estão algumas sugestões a considerar quando se trata de épocas de comemorações, rojões e fogos de artifícios…

  • Prepare o seu filho.

preparandoSe o seu filho tem idade suficiente, tenha o tempo para explicar o significado das festividades locais e os costumes que o acompanham. Deixe seu filho saber de antemão o que pode acontecer e discutir o que tanto você e ele podem fazer com antecedência dará a seu filho algum senso de controle e ajudar a reduzir o seu nível de ansiedade.

  • histórias sociais:
    post03
    Se o seu filho é jovem, uma história social, vai funcionar muito bem para prepará-la para qualquer evento que pode ser estressante. Procure imagens na internet, monte historinhas, ou faça com recortes de jornal ou de revista.Vale a criatividade nessa hora. O princípio é contar através de histórias sociais o que ocorre nessas épocas e como ele pode reagir a isso…
  • Proteja o ouvido do seu filho. Sim, você sempre pode usar as mãos para tampar post05orelhas do seu filho, mas que nem sempre é prático. Esteja preparado para qualquer coisa como  levar ou ter em mãos um par de tampões de ouvido com diminuição de ruído fones de ouvido ou caso você vá aventurar a sair de casa, especialmente à noite. Há alguns
  • post04pais que são mesmo capazes de levar a criança sensível  para ver uma queima de fogos  ou ver a festividade com o uso de um protetor auricular de qualidade
  • Incentive e trabalhe ensinar a respiração profunda
    Todas as crianças precisam aprender técnicas auto-calmante para lidar com eventos da vida – no presente ou futuro. As crianças nunca são jovens demais para ser introduzida para proativas medidas que podem ser tomadas regular suas reações às coisas ou eventos que podem causar ansiedade. Ensinar uma criança a respirar profundamente ajuda suprimento de oxigênio para seu corpo e cérebro para ajudá-los a funcionar de forma mais eficiente, bem como relaxar seus músculos.
  • Use recursos digitais e Dê demonstrações.
    Encontre um filme ou vídeo para assistir cerca de fogos de artifício, barulhos, e do evento que irá ocorrer, o Youtube hoje é uma grande ferramenta que pode ser usada como auxílio. Pois Ver em uma tela além dele poder associar os acontecimentos lhe permite que você controle o volume. Comece com o volume baixo e aumentar gradualmente a quantidade um pouco acima do nível de tolerância do seu filho. Isso é chamado de dessensibilização gradual e é uma boa maneira de ajudar seu filho a se tornar mais confortável com as  coisas que são difíceis. Você também pode tentar um treino em casa começando com pequenos ruídos de estalo e adicionando estrelinha de fogos para o efeito visual em seu próprio quintal. Existem também aplicativos interativo livre, como fogos, comemorações etc. que fornece uma criança com um feedback imediato ao mostrar uma representação visual das escolhas feitas durante o desenvolvimento de fogos de uma compreensão de conceitos descritivos, como o número, tamanho e cor de uma forma divertida e descontraída.
  •  Tenha um plano B.
    Se você decidir tentar ir em eventos que terá queima de fogos, ou muito barulho esteja preparado para socorre-la em qualquer momento. Apesar do fato de que você gastou tempo preparando seu filho e ter um par de fones de ouvido disponíveis, as coisas podem não funcionar como planejado. Tenha isso em mente quando estacionar o carro, então você pode ter como ir embora de forma fácil com seu filho.
  • Procure alternativas. Para aqueles acham que não vale a pena o esforço de sair de casa ou ir em lugares que poderão ter queima de fogos, mas seu filho mostra algum interesse em participar de eventos da copa e festividades, procure uma alternativa amigável, sensorialmente falando. Que tal reunir familiares em casa, ou no quintal. Ou sempre a convide amigos em lugares mais calmo com pouca gente. E sem  a queima de fogos. Opções assim podem ser equilíbrio.

 

post na pagina

AAAAfesta junina

Anúncios
Esse post foi publicado em Asperger, autismo, autismobrasil, Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s