18 de junho é o Dia do Orgulho Autista

orgulho autista

A maioria das pessoas são  cientes de que abril é o Mês da consciência do Autismo , mas muitos não estão cientes do dia internacional do Orgulho Autista em 18 de junho. Iniciado pelos ativistas do  autismo da comunidade Aspies For Freedom . o Dia do Orgulho Autista tem como objetivo celebrar o lado mais positivo do autismo.

A idéia de neurodiversidade é um foco do dia também. Neurodiversidade é a ideia de que neurologicamente diferente não é necessariamente errado. Muitas vezes, um arco-íris ou espectro de cores é usada para representar o orgulho autismo, em oposição à peça de quebra-cabeça popular usado em outros lugares. Muitas pessoas no espectro preferem este simbolo para transmitir o orgulho, como eles se sentem autismo é um espectro, e não um enigma a ser resolvido. Não não há estabelecido como um conjunto de como se comemorar o dia, cabe ao indivíduo decidir, embora haja eventos organizados em todo o mundo para aqueles no espectro do autismo ficarem  juntos…
Alguns pais e famílias que consideram autismo uma luta pode achar a ideia da celebração um insulto ou ingenuidade. No entanto, não faz mal levar em consideração alguns momentos, pelo menos para refletir sobre, talvez, algumas coisas peculiares que fazem parte do autismo, que nem sempre são negativos. Sim, pode haver problemas em casa na hora do banho e colapsos ou ausência da fala, mas talvez o seu filho no espectro é também a única pessoa que você sabe que ama memorizar fatos novos sobre o Egito . Talvez ele fica em êxtase feliz em saltar na cama elástica ou fica muito feliz com um programa favorito chegando. Não há nada de errado em reconhecer os momentos felizes, ele pode servir como alívio às vezes do estresse. Algumas maneiras que você pode reconhecer a dia:

  • Reúna-se com uma outra pessoa do espectro ou outra família com um membro no espectro e compartilhe histórias sobre sua jornada com autismo
  • Diga ao  seu familiar ou amigo com autismo o que você aprecia sobre eles ou um dos seus pontos fortes que você admira.
  • Leia um livro de memórias de uma pessoa no espectro como “atípica: A vida com Asperger em 20 1/3 capítulos” por Jesse A. Saperstein: “Como posso falar se meus lábios não se movem: dentro da minha mente autista” por Tito Mukhopadhyay, ou “Olhe-me nos olhos: minha vida com Asperger”, de John Elder Robison

Traduzido e adaptado livremente  Por Grupo Asperger Brasil

Fonte:  examiner.com

Anúncios
Esse post foi publicado em Asperger, autismo, autismobrasil, Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s